Google desfavorece as mulheres no mercado de trabalho, sugere estudo

20150204165933

Quer ter conhecimento sobre boas vagas de emprego na internet? Seja um homem. Ao menos é o que se precisa fazer para que o Google te ajude, segundo sugere um estudo repercutido hoje pelo MIT.

Pesquisadores da Carnegie Mellon University e do International Computer Science Institute criaram uma ferramenta chamada AdFisher para testar como age o sistema de publicidade dirigida que o Google coloca em outros sites e, com isso, descobriram que a gigante de buscas favorece os homens que estão em busca de emprego.

Usuários que o Google entende como masculinos estão muito mais propensos a ser impactados por publicidades com ofertas de empregos bem remunerados, em comparação com aqueles que a gigante de buscas interpreta como femininos. “O que exatamente causa esse tipo de padrão não está claro, uma vez que o sistema de entrega de publicidades do Google é muito complexo”, ressalta o MIT.

Anupam Datta, professor da Carnegie Mellon que ajudou a desenvolver o AdFisher, disse acreditar que partes do ecossistema publicitário automatizado estão absorvendo certos tipos de discriminação presentes na sociedade. “Isso é preocupante, visto de um ponto de vista social.”

Um comentário em “Google desfavorece as mulheres no mercado de trabalho, sugere estudo”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s