Ranking da Anatel: Os melhores provedores de banda larga do Brasil

Nesta segunda-feira (3), a Anatel, Agência Nacional de Telecomunicações, divulgou os resultados de uma pesquisa sobre a qualidade da internet de banda larga fixa em todo o Brasil. O levantamento feito, que levou em consideração a opinião de mais de 150 mil pessoas, mostra a avaliação dos usuários em relação aos planos contratados.

Para a pesquisa, a agência levou em consideração alguns critérios, como velocidade da conexão, estabilidade da rede, disponibilidade, preço e atendimento feito pela operadora. Diante dos critérios, o site Melhor Plano classificou as melhores provedoras de internet em cada estado brasileiro. Somente o Amapá não recebeu avaliação, já que a Anatel não avaliou as operadoras do local.

Confira a lista.

Acre – NET
Alagoas – Vivo
Amazonas – NET
Bahia – NET
Ceará – NET
Distrito Federal – NET
Espírito Santo – NET
Goiás – Vivo
Maranhão – NET
Mato Grosso – NET
Mato Grosso do Sul – NET
Minas Gerais – Algar Telecom
Pará – NET
Paraíba – NET
Paraná – Sercomtel
Pernambuco – NET
Piauí – NET
Rio de Janeiro – Tim
Rio Grande do Norte – Cabo Telecom
Rio Grande do Sul – NET
Rondônia – Blue
Roraima – Oi
Santa Catarina – Vivo
São Paulo – Tim
Sergipe – NET
Tocantins – NET
Apesar dos resultados obtidos com os consumidores mostrarem que a NET foi considerada a melhor provedora de banda larga em 19 estados brasileiros, o lugar de melhor operadora ficou para a Cabo Telecom. Sobre velocidade, a Tim mostrou maior desempenho e ocupou a liderança.

Fonte: Melhor Plano

Matéria completa:
https://canaltech.com.br/noticia/banda-larga/ranking-da-anatel-os-melhores-provedores-de-banda-larga-do-brasil-91636/

sugestão :

Melhor Internet Banda Larga do Brasil

segue o link: https://melhorplano.net/melhor-internet-banda-larga

Ranking: veja o desempenho das operadoras de 3G e 4G no Brasil

Guarda-municipal-na-torre-de-TV

A empresa OpenSignal, voltada para pesquisas sobre redes móveis, realizou um estudo sobre as condições das redes móveis no Brasil. O levantamento foi feito com base em dados de mais de 80 mil usuários do aplicativo da empresa, com planos de cinco operadoras: Vivo, Tim, Claro, Oi e Nextel.

Os cinco quesitos avaliados pela OpenSignal foram: cobertura 3G/4G, cobertura 4G, tempo sem sinal, velocidade de download em 3G e velocidade de download em 4G. Em cada critério, a operadora (ou as operadoras) com o melhor desempenho ganha uma medalha simbólica.

A Claro foi a que mais levou medalhas, com quatro – a operadora só não se saiu bem no quesito cobertura 3G/4G. Oi e Tim tiveram apenas uma medalha cada (tempo sem sinal e cobertura 4G, respectivamente), enquanto Vivo e Nextel tiveram duas cada (cobertura 4G e Tempo sem sinal para a Vivo, e Cobertura 3G/4G e tempo sem sinal para a Nextel).

Análise

De acordo com o OpenSignal, embora a Claro tenha recebido a maior pontuação geral, a diferença para o segundo lugar foi pequena. Na maioria dos testes, os resultados obtidos pela Vivo ficaram bastante próximos dos da rival, segundo o site.

O OpenSignal notou também que foi possível perceber melhorias na rede de cobertura e na qualidade de conexão das operadoras mesmo no período relativamente curto de 2 meses ao longo do qual o estudo foi realizado.

Com relação à velocidade das conxões 4G, o site notou que o desempenho das redes brasileiras superou com folga a média mundial de 11,7 Mbps. No entanto, o site aponta também para o fato de que a rede 4G brasileira ainda está relativamente descongestionada, e sugere que, conforme mais usuários começarem a ter acesso ao 4G, essas velocidades devem diminuir.

Ressalvas

Embora o site informe que os dados foram coletados a partir de 80 mil usuários do aplicativo do OpenSignal, a amostra não detalha o perfil do público nem sua localização. Ou seja, não há como garantir que os resultados obtidos reflitam de fato a realidade das redes móveis brasileiras.

Se todos esses usuários forem moradores de grandes centros urbanos, por exemplo, o resultado do estudo será claramente distorcido, já que, nessas áreas a cobertura das operadoras é melhor.

Outra ferramenta que pode ajudar a ter uma ideia da qualidade das redes móveis do Brasil é esse mapa. Elaborado pelo SIMET, o mapa permite verificar a qualidad das redes móveis em cada região do Brasil.

Site mostra ranking da velocidade da internet no Brasil

20150626150538_660_420

O site MinhaConexão lançou nesta terça-feira, 4, uma ferramenta que mapeia a velocidade dos provedores do Brasil inteiro. O serviço vai mostrar a disponibilidade de acordo com a região do usuário e a velocidade média de provedores que estejam em no mínimo 1% das residências brasileiras.

O sistema mostra uma visão geral da internet no país e fornece detalhes de cada região e cada cidade, possibilitando comparar a velocidade com a de outras regiões e verificar a velocidade de todo os provedores disponíveis na cidade antes de contratar um serviço.

De acordo com o MinhaConexão, São Caetano do Sul é a cidade com a conexão mais rápida do país, com velocidade média de 22.7 Mbps, seguida por Valinhos, com 18.1 Mbps, Santo André, com 17.8 Mbps, Americana, com 16.4 Mbps e São José dos Campos, com 16.4 Mbps. Entre as capitais, São Paulo possui a conexão mais rápida, com uma média de 16.3 Mbps, seguida por Curitiba, com 12.5 Mbps e Rio de Janeiro, com 11.4Mbps.

Provedores 

Entre os provedores mais rápidos do Brasil, a primeira posição é ocupada pela Predialnet, do Rio de Janeiro, com velocidade média de 25.1 Mpbs, seguida pela Zamix, com velocidade de 22.7 Mbps, Live Tim, com 22.2 Mbps, Intelig, com média de 18.7 Mpbs e Cabotelecom, com 18.3 Mbps.

O site mostra também os grandes provedores mais rápidos. Confira a lista:

1. Live Tim: 22.2Mbps
2. Net Virtua: 14.6Mbps
3. Gvt: 12.5Mbps
4. Vivo: 12.1Mbps
5. Embratel-empresa: 11Mbps
6. Ctbc: 7.1Mbps
7. Viacaboip: 6.5Mbps
8. Claro: 5.8Mbps
9. Velox: 4.5Mbps
10. Mastercabo: 4.2Mbps

Vivo lidera ranking de multas do Procon

Vivo-mascotes

A Fundação Procon-SP liberou nesta semana uma lista com as empresas mais autuadas por infração às normas de proteção e defesa do consumidor. Em primeiro lugar aparece a operadora de telefonia VIVO, com multas no valor de R$ 182,6 milhões, seguida pelo grupo Claro/NET/Embratel, com multa de R$ 99,9 milhões. As operadoras Oi e Tim aparecem em 8º e 10º lugar, respectivamente.

Confira quais são as 10 empresas mais multadas pelo Procon:

1. Vivo/ Telefônica – R$ 182,6 milhões

2. Claro/NET/Embratel – R$ 99,9 milhões

3. Pão de açúcar/Extra/Ponto Frio/ Casas Bahia – R$60,5 milhões

4. Bradesco – R$ 54,8 milhões

5. Itau Unibanco – R$ 53,2 milhões

6. Santander – R$ 51 milhões

7. Wal Mart – R$ 40,1 milhões

8. Oi – R$ 39,9 milhões

9. Carrefour – R$ 38 milhões

10. Tim – R$ 37,3 milhões

Para acessar o relatório completo, clique aqui.

Ranking de velocidade da Netflix tem novo líder

internetinchada

A Netflix liberou hoje o seu relatório mensal de velocidade de transmissão das diferentes operadoras do Brasil. A novidade dete mês é que, pela primeira vez desde janeiro, a TIM não aparece na liderança.

Em junho, a provedora GVT assumiu a primeira posição do ranking, com uma velocidade média de transmissão de 3,32 Mbps. Mas a TIM, tradicional vencedora, não ficou longe: sua média no mês ficou em 3,31 Mbps. Trata-se da primeira vez que a TIM perde a liderança desde tê-la assumido em maio de 2014.

As demais operadoras mantiveram, todas, as mesmas posições desde o começo do ano. Em terceiro lugar está a NET Virtua, com média de 3,08 Mbps; em seguida, a Algar, com velocidade média de 2,48 Mbps. O Provedor Oi Velox ocupa a quinta posição (1,77 Mbps) e, na lanterna, está a Telefônica, com média de 1,26 Mbps.

No começo de 2014, a Oi ainda mostrava médias de velocidade inferiores às da Telefônica. No entanto, desde agosto daquele ano, a Telefônica ficou por último. A média obtida pela Telefônica em junho foi o pior resultado de sua história, e o segundo pior desde os inícios das medições do Netflix.

A troca de liderança no relatório é a primeira mudança de posições entre as operadoras neste ano. Ainda assim, a evolução das médias de transmissão de cada operadora podem ser visualizadas aqui.