Samsung anuncia novos SSDs de alta capacidade que ‘nunca morrem’

Drives usam tecnologia que identifica módulos com problema e move arquivos para evitar perda de dados

A Samsung anunciou os novos SSDs PM1733 e PM1735, divididos em 19 versões. Os modelos prometem durar “para sempre”, graças à tecnologia FIP (fail-in-place, em inglês). O recurso permite aos componentes identificar falhas e substituir o local onde os arquivos são armazenados. Dessa forma, caso algum módulo esteja com problemas, o próprio dispositivo move os arquivos antes que o mesmo pare de funcionar.

Além disso, a velocidade de leitura e gravação também chama atenção, podendo chegar a 8.000 MB/s e 3.800 MB/s, respectivamente. Os produtos vão chegar com alta capacidade, indo de 800 GB a 30,72 TB, e serão destinados, em um primeiro momento, a data-centers e servidores.

Drives podem resistir a módulos com problema e usam recurso que evita a perda de dados — Foto: Divulgação/Samsung

A promessa de alta durabilidade e sistema de prevenção de falhas é crucial para uso em servidores. Esse tipo de sistema normalmente é submetido a estresse intenso, algo que pode comprometer a integridade de dados e até mesmo a durabilidade dos armazenamentos instalados. Vale destacar, no entanto, que a promessa de um drive que “nunca morre” da Samsung tem mais a ver com a garantia de que o componente continuará funcionando mesmo se houver alguma falha, e não que será à prova de falhas ou de desgaste.

Com tecnologia PCIe 4.0, os SSDs da marca também despontam com números de performance elevados. Para gravação sequencial de dados, os drives podem chegar a 3.800 MB/s, enquanto a leitura bate a faixa de 6.400 MB/s nos modelos de formato U.2 e de 8.000 MB/s nos dispositivos com formato de card (2.5).

Também no formato card, drives são destinados a servidores e data-centers — Foto: Divulgação/Samsung

Além da tecnologia que contorna possíveis problemas nos módulos de armazenamento para preservar dados, os drives contam com funcionalidades avançadas. Uma delas é a possibilidade de fracionar um dispositivo em até 64 SSDs virtuais. Outro destaque é a inteligência artificial aplicada para monitorar a operação do disco, reforçando a garantia de que os dados ficam sempre seguros.

Com foco em servidores, os produtos ainda não tiveram preços revelados. De qualquer forma, o uso da tecnologia que aumenta a durabilidade dos armazenamentos pode ser um marco para que o recurso apareça em SSDs voltados para o usuário final no futuro.

Fonte: https://www.techtudo.com.br/noticias/2019/09/samsung-anuncia-novos-ssds-de-alta-capacidade-que-nunca-morrem.ghtml

Mais de 7.000 malwares de IoT já foram descobertos só em 2017

Uma maior quantidade de dispositivos conectados à internet e entre si também significa um aumento significativo no número de malwares que atinge esses aparelhos. Essa é a conclusão de cinco meses de estudo da Kaspersky Lab em busca de ameaças envolvendo a Internet das Coisas (IoT, na sigla original em inglês).

Só de janeiro a maio de 2017, os pesquisadores detectaram 7.242 amostras de malware nesses dispositivos. O número é 74% a mais do que o número total de amostras detectadas no período somado entre 2013 e 2016.

Segundo os cientistas, os ataques já existem faz alguns anos, mas bombaram mesmo em 2016 com o surgimento da botnet Mirai.E não faltam dispositivos para serem alvos: de acordo com dados da Gartner, existem mais de 6 bilhões de dispositivos conectados à internet no planeta.

Tamanho não é documento

Sejam termostatos, sensores, geladeiras, portas de garagem, pulseiras inteligentes e até brinquedos, esses produtos são especialmente vulneráveis porque o firmware de cada produto geralmente não recebe tantas atualizações de segurança, traz senhas padrões e não recebe a devida atenção por parte do usuário. E, uma vez controlados, podem não só receber comandos remotamente, mas também servir como porta de entrada para a invasão de outros eletrônicos da casa.

Segurança com o poder da IBM: Com Watson, analistas de TI monitoram mais de 35 bilhões de eventos de segurança por dia Patrocinado

“É uma tendência que está longe de ser reversível e aumenta a cada dia. Isso nos leva à urgência de pensar sobre quais medidas de segurança devem ser tomadas para esse tipo de tecnologia”, diz Roberto Martinez, analista sênior de segurança da Kaspersky Lab.

FONTE(S) KASPERSKY LAB

IMAGEN(S) PIXABAY

“DESCOBRIRAM MINHA SENHA?”: SITE REVELA SE HACKERS ALGUM DIA INVADIRAM SUAS CONTAS ONLINE

descobriram-minha-senha

O monitoramento de vazamento de dados é feito em instantes em toda a rede.

 

Um dos grandes medos da vida virtual é o vazamento de dados confidenciais.

Por isso criaram um serviço super útil, que mostra se teus logins já foram invadidos ou se alguma informação pessoal  já foi divulgada na internet.

O site Have I Been Pwned utiliza seu endereço de e-mail ou username usado na rede para fazer esse monitoramento em toda a internet, alertando o usuário no caso de ter informações privadas divulgadas em algum site. Todo tipo de vazamento público de dados, que é feito ilegalmente pelos hackers, é revelado pela plataforma.

Tudo o que o usuário precisa fazer é inserir o seu e-mail ou seu username na barra de busca do site, o monitoramento é feito em instantes. Caso tenha sido hackeado, uma lista aparecerá mostrando onde suas informações estão circulando. Sabendo disso, o usuário deve então mudar suas senhas e reforçar o sistema de segurança de suas contas virtuais.

Já existem outras plataformas que fazem o mesmo serviço oferecido, mas esse além de ser gratuito, segundo o site Gizmodo ele é o melhor entre seus concorrentes.

Redação – SOS Solteiros-Publicado: 27/09/16 10:34 | Atualizado: 27/09/16 10:34

AVIÕES COM WI-FI “GRATUITO” COMEÇAM A CHEGAR AOS AEROPORTOS BRASILEIROS

Se existia um lugar no planeta terra onde o ser humano era capaz de ficar um tempo considerável sem usar o celular, era no avião. Mas para a alegria dos viciados na rede, isso agora faz parte do passado.

GOL acaba de se tornar a primeira companhia aérea da America Latina a disponibilizar internet durante seus voos comerciais.

 wifi-aviao
Anunciado em pleno voo, esse mimo aos passageiros foi possível graças a uma antena de última geração instalada em uma das aeronaves, possibilitando uma conexão que dará acesso inicialmente apenas as redes sociais, e-mails, sites e Whatsapp, mas em breve será possível ter acesso a outros conteúdos, como serviços de streaming, por exemplo.

De acordo com Paulo Kakinoff, presidente da GOL, eles também estudam transmitir TV ao vivo a bordo, para trazer à empresa o título de companhia aérea com a mais completa ferramenta de entretenimento da America Latina e Caribe. Vale lembrar que toda a iniciativa já foi aprovado pelos órgãos responsáveis pela aviação, tanto do Brasil quanto dos E.U.A..

O site Melhores Destinos estava presentes no voo inaugural com internet, e relatou que em um primeiro momento, o resultado foi bem satisfatório, mas conforme os passageiros foram se conectando, a velocidade caiu consideravelmente, chegando a fica quase nula ou inexistente.

Segundo a companhia, o objetivo é que até 2018, todas as aeronaves da empresa ofereçam esse serviço aos passageiros, que será disponibilizado de forma gratuita apenas nos primeiros 6 meses.

Acompanhe a primeira transmissão ao vivo:


 

 

Fonte: Redação SOS Solteiros Publicado: 05/10/16 16:04

APRENDA O PASSO A PASSO DO “NOVO TRUQUE NINJA” PARA ACELERAR O WI-FI NA SUA CASA

truque-ninja-para-acelerar-o-wi-fi-na-sua-casa

Alterando um número na configuração, o sinal pode melhorar consideravelmente!
Um dos responsáveis pela qualidade da sua internet é o roteador, e também as configurações dele. Nesse aparelho existem diversas opções que influenciam como o Wi-Fi chega até seu dispositivo.

Uma delas é o MTU, que informa o tamanho dos pacotes da rede. Um número baixo de pacotes pode deixar a internet lenta e um número alto pode ocasionar a perda deles, então é necessário inserir o valor correto.

Para conexões a cabo, ou Ethernet, o valor certo é de 1500 bytes e para o Wi-Fi é 1492 bytes. Se esses números forem inseridos errados podem gerar queda da internet, redução da velocidade e não reconhecer alguns aparelhos, como o Chromecast, por exemplo.

Por que isso não ocorra, é importante certificar-se de não estar fazendo a configuração trocada, o número do Ethernet com o do Wi-Fi. O site TechTudo ensinou a configurar corretamente o MTU do seu roteador.

Como cada fabricante coloca uma interface diferente em seus roteadores, não é possível ensinar o passo a passo para todos os modelos. Então esse tutorial foi feito para o roteador D-Link, modelo DSL-2740E.

Para saber como acessar as configurações do seu modelo, consulte o site do fabricante.

Como fazer

Abra um navegador de internet e digite o IP do roteador, que pode ser encontrado no manual, nesse caso é 192.168.25.1

dicarotedor

Insira o usuário e a senha, que também é encontrado no manual ou direto com a operadora. Muitos fabricantes usam “admin” no usuário e na senha, como nesse caso.

autenticacaoAo entrar na interface do roteador, clique em “configurações”, depois em “configuração da internet”.

d-link

Em “Tabela Atual ATM VC”, clique no ícone do lápis.

tabela

No campo “MTU”, digite “1492” se estiver usando Wi-Fi e “1500” se estiver usando uma rede com cabo. Depois clique em “Aplicar configurações”.

d-link-ii

Pronto! Seu roteador Dlink está com o número MTU configurado corretamente, para acelerar e melhorar a qualidade do sinal da sua internet.

Lembrando mais uma vez, para encontrar onde mudar o número do MTU no seu roteador, consulte o site do fabricante ou o manual de instruções.

Fonte(s): TechTudo
Boa Sorte!

Nova tecnologia pode regenerar tela rachada de celular

o

Já imaginou ter a tela do celular recuperada após uma queda que tenha causado dano? Uma tecnologia desenvolvida na Universidade de Bristol, na Inglaterra, promete oferecer a capacidade da tela do celular se regenerar após alguma fragmentação leve.

A tecnologia foi desenvolvida a partir de microesferas carregadas de um agente químico baseado no carbono. Quando a superfície é danificada, um líquido é liberado para preencher as fissuras. Ele endurece e fica invisível, reparando a rachadura.

O inventor da técnica criada inicialmente para a indústria de aviação, Duncan Wass, disse que ela poderia ser utilizada em telas de smartphones, ainda que para isso fossem necessários mais alguns anos de pesquisa.

O pesquisador compara sua invenção ao sistema de coagulação sanguínea de uma pessoa quando sofre um corte. Ainda, segundo ele, a técnica oferece uso ilimitado e até a indústria de cosméticos se interessou.

Wass acredita que sua técnica poderia ser incorporada a smartphones e outros dispositivos em cerca de cinco anos, mas para isso uma grande empresa do setor precisaria investir para viabilizar os custos. Não seria viável num curto prazo competir com a tecnologia usada atualmente nos visores, porque encareceria demais o produto final.