Windows COEM pode regularizar equipamentos com sistema pirata?

23426426_1GG

Essa pergunta surgiu em um de nossos clientes, o fornecedor do sistema de automação comercial deles sugeriu uma licença Windows 10 Pro 64 bits COEM (SKU FQC-08932) como a forma mais acessível para regularizar um computador com 06 anos de idade que rodava Windows 7 Pro 64 bits irregular. A alegação é que essa licença, é uma novidade lançada pela Microsoft destinada a computadores usados com Windows pirata.

“É preocupante como proprietários e gestores de empresas brasileiras de qualquer porte, ainda são inocentes e frágeis quando o assunto é tecnologia…”

O que é COEM?

De fato o licenciamento COEM é algo novo no portfólio de licenças Microsoft, por isso fomos atrás de respostas:

  1. Primeiro, pesquisamos na internet em fóruns e páginas do fabricante, não encontramos nenhuma informação, nada documentado sobre isso e textos vagos e confusos fornecidos pela Microsoft.
  2. Na sequência entramos em contato com distribuidores Microsoft no Brasil, todos desconheciam tal licença.
  3. Em terceiro, sites de e-commerce como KaBuM! dizem assim: “Windows COEM só funcionará com Notebook e PCs novos sem windows, ou que nunca tenham tido Windows instalado, ou se adquirido junto a partes e peças para montagem de um computador novo.
  4. A solução foi ir direto à fonte, ligamos para a Central de Parceiros Microsoft Brasil, como parceiros certificados temos canal direto e rápido para dúvidas técnicas e comerciais.

Para nossa surpresa, esse tipo de licença foi novidade inclusive para o técnico Microsoft que nos atendeu, obrigando-o a contactar o seu supervisor para poder responder às nossas perguntas. A conclusão foi que essa licença só pode ser aplicada em equipamentos novos ou equipamentos que nunca tiveram um sistema operacional instalado (isso inclui qualquer versão de Windows, Linux ou outro S.O.), o fato dela ser COEM permite apenas que ela possa ser vendida separadamente do equipamento, podendo vir numa nota fiscal separada do equipamento, essa é a única diferença da tradicional e amplamente conhecida licença OEM, que só pode ser comercializada junto a computadores novos.

É preocupante como proprietários e gestores de empresas de qualquer porte no Brasil, ainda são inocentes e frágeis quando o assunto é tecnologia, colocando seus negócios em risco baseando decisões em conselhos e consultorias de falsos experts em TI, muitas vezes não para economizar mas sim por falta de conhecimento.

Desfecho

Ao final, aquele fornecedor do sistema, com toda confiança, ainda garantiu conseguir uma nota fiscal que tornasse o sistema totalmente legítimo, bastando inserir um item de hardware na tal nota. Não precisamos dizer que essa prática, conhecida e comum no mercado, não legaliza o equipamento que receberá a licença, permanecendo o status de sistema pirata, porém isso é assunto para um próximo post.

Se você ou sua empresa tem dúvidas sobre legalização de software, qual a forma mais prática e acessível, entre em contato conosco, temos experiência no assunto e será um prazer atendê-lo.  11 4112-5211 whastApp.

Verifique e ative o Windows 10 facilmente

c226a-windows-10-logo

Saiba como verificar se o Windows 10 foi ativado e caso ainda não esteja, veja alguns comandos rápidos para efetuar a troca de serial ou chave e ativá-lo.

É possível utilizar seriais ou chaves de testes que a Microsoft disponibilizou para instalar o Windows 10 em seu computador, mas você terá 30 dias para ativar a cópia do sistema e assim possa usufruir por completo do mesmo, podendo personalizar e utilizar recursos adicionais.

E mesmo que você tenha feito um upgrade do Windows 7 ou 8 para o Windows 10 e quer realmente ter certeza de que o Windows está ativado, já que usou a mesma chave do seu antigo sistema, vamos aproveitar estas dicas para ver isso.

Ativando o Windows 10

Como verificar se o Windows 10 está ativado?

Na barra de pesquisa que fica ao lado direito do menu iniciar do Windows (onde diz “Pesquisar na Web e no Windows”, digite: activate

E clique em “Ver se o Windows está ativado”.

ver-windows-esta-ativado

Você verá a informação da versão do Windows que está usando e logo abaixo em Ativação estará escrito se o Windows 10 está ativado ou não. Na imagem abaixo está dizendo que o Windows não está ativado e deveremos ativar o quanto antes.

windows-nao-ativado

E como eu ativo o Windows 10?

Abra o Prompt de Comando (CMD) como administrador. Basta usar o campo de pesquisa localizado ao lado do menu iniciar e buscar por cmd. Em seguida clique com o botão direito no resultado da busca “Prompt de Comando” e escolha “Executar como administrador”.

abrindo-cmd-administrador-windows-10

Primeiro vamos adicionar e instalar a chave do produto do Windows 10. Com o prompt aberto, digite o comando abaixo, sendo que onde está “INSIRA-SERIAL-AQUI” você deverá adicionar a chave ou serial do Windows 10:

slmgr /ipk INSIRA-SERIAL-AQUI

instalando-chave-produto

Agora digite:

slmgr /skms kms.xspace.in

Depois de alguns segundos uma mensagem do Windows Script Host irá aparecer.

kms-xspace

Agora vamos ativar o Windows com a serial informada, onde o sistema irá conferir nos servidores da Microsoft se a seria é válida. Para isso digite o comando:

slmgr/ato

Se por acaso aparecer algum erro, provavelmente sua seria não é original ou está invalidada. Terá que fornecer outra serial seguindo novamente estes passos para ativar seu Windows 10.

windows-10-ativado

Fonte: Verifique e ative o Windows 10 facilmente http://www.dicasparacomputador.com/verifique-ative-windows-10-facilmente#ixzz3iSlDAhGm

Windows 10 pode demorar para chegar ao seu PC; saiba por quê

13

Hoje, 29 de julho, é o lançamento oficial do Windows 10, a primeira versão do sistema operacional da Microsoft a ser oferecida como um serviço e “última versão do Windows”, segundo a própria empresa. Ao todo, a empresa estima que atualizará cerca de um bilhão de dispositivos, entre PCs, notebooks e tablets, para o Windows 10. E o processo, como seria de se esperar, deve levar algum tempo.

Isso porque será necessário atualizar muitos dispositivos diferentes, rodando versões diferentes do Windows, e garantir a compatibilidade de todos com o novo sistema operacional – o que não é fácil. Por mais que hoje seja o “lançamento” do sistema operacional, a Microsoft ainda tem muito trabalho pela frente.

Por esses motivos, as atualizações chegarão para os usuários em “fases”, de forma semelhante a como os smartphones Android recebem atualizações de sistema operacional. Isso ajuda a aliviar um pouco a carga dos servidores de download da Microsoft, e impede que a empresa lance de uma vez só, para todos os usuários, um programa que não funciona.

Fases

Os primeiros a receber a atualização hoje serão os usuários cadastrados no programa Windows Insider. Nos dias seguintes, a empresa acompanhará a experiência desses usuários para retocar a versão final do Windows 10, fazendo ajustes diários ao programa.

Os próximos da lista serão os usuários que “reservaram” a atualização em seus dispositivos (clicando no ícone “get windows” que aparece no canto direito da barra de tarefas). A nova versão do Windows será automaticamente baixada nesses aparelhos e, uma vez que o download estiver completo, a opção para atualizar o sistema aparecerá.

Empecilhos

Caso a Microsoft perceba que seu dispositivo tem algum problema para atualizar para a nova versão do Windows, mais detalhes sobre como proceder deverão aparecer durante o processo de atualização. Nesse caso, será possível suspender a atualização ou seguir adiante e buscar soluções posteriormente.

Se os detalhes desse processo parecem um pouco imprecisos, é porque, de fato, a Microsoft não detalhou quanto tempo cada fase desse processo vai demorar. Provavelmente, isso vai depender dos problemas que aparecerem pelo caminho.

Outras versões

Vale lembrar que isso vale para as versões do Windows para usuários comuns. Empresas, organizações e instituições educativas que utilizam o Windows só poderão começar a atualizar seus sistemas, segundo a Microsoft, a partir do dia 1 de agosto.

Além disso, a versão mobile do Windows 10 (para Windows Phones) deverá chegar apenas “mais para o final do ano”, segundo a Microsoft. A empresa também informa que a data exata, no entanto, variará segundo os modelos de smartphone e das operadoras de telefonia.

Seu computador pode já ter o Windows 10

w10_laptop_aux_clock-01_detalle

O Windows 10 começou a ser liberado hoje, mas desde ontem a Microsoft está enviando o download da nova versão de seu sistema operacional para algumas máquinas rodando Windows 7 e 8.

Os arquivos estão sendo baixados automaticamente para a pasta C:\$windows.~BT. Caso você tenha se registrado para receber a atualização para a nova versão, verifique a pasta: é possível que o Windows 10 já esteja no seu computador.

Mesmo que todos os arquivos terminem de ser baixados, a Microsoft só liberará a instalação da nova versão à meia noite hoje. No entanto, a atualização não chegará a todos os usuários ao mesmo tempo. Os primeiros usuários que a receberão serão aqueles cadastrados no programa Windows Insider, que já estão testando o Windows 10.

Um dos motivos para isso é a compatibilidade. A Microsoft alegou que a grande maioria das máquinas que rodam Windows 7 e 8 são compatíveis com a nova versão. Por esse motivo, parece válido supor que algumas máquinas levarão mais tempo para receber a atualização. A empresa inda não disse quanto tempo espera que isso leve.

Veja quanto vai custar uma nova licença do Windows 10

Este-es-el-pendrive-de-instalación-de-Windows-10-750x420

A Microsoft segurou a informação até o último minuto, mas finalmente revelou quanto vai custar a licença para o Windows 10 para quem não for elegível para o upgrade grátis. A nova versão do sistema operacional chega ao país custando R$ 330 na versão Home e R$ 560 na versão PRO.

No varejo, a Microsoft vai vender o sistema operacional em pendrives, marcando uma nova era da computação, em vez dos tradicionais DVDs. O motivo é que muitos notebooks hoje já não trazem mais os leitores de mídia óptica, mas todos precisam de uma entrada USB (e se ele não tem USB, provavelmente não suporta o Windows 10).

Curiosamente, o novo Windows custa mais barato do que a versão anterior, mas não muito. O Windows 8.1 era vendido pela Microsoft por R$ 360 para usuários domésticos, enquanto a versão PRO custava R$ 610.

O Windows 10 foi lançado nesta quarta-feira, 29, em 190 países. Boa parte dos usuários poderá migrar para o sistema gratuitamente, desde que usem uma versão legítima do Windows 7 ou 8.1 e tenham um computador compatível.

Windows 10 Mobile vai rodar em smartphones básicos

c226a-windows-10-logo

A Microsoft divulgou na última quarta-feira, 22, as especificações mínimas para que os smartphones rodem a versão mobile do Windows 10. Ao contrário do Windows Phone, o novo sistema não vai exigir recursos maiores dos dispositivos. Confira as especificações:

  • 512 MB de memória RAM
  • 4 GB de armazenamento interno
  • Processadores Snapdragon 210, 615, 808 e 810 e Intel X3 Sofia LTE. O sistema também poderá ser atualizado em processadores Snapdragon mais antigos.
  • Câmera VGA

A nova versão não exige Bluetooth, câmeras com grande resolução ou acelerômetro, o que mostra que smartphones mais baratos e com menos potência poderão utilizar o sistema.

O Windows 10 será lançado em julho para PCs e deve chegar aos smartphones no final do ano.

Windows 10 está pronto para o lançamento

c226a-windows-10-logo

O Windows 10 está pronto. A Microsoft optou por selecionar a build 10240 para ser a RTM. Para quem não está familiarizado com siglas de software, a expressão significa “release to manufacture”, que, indica que o sistema está pronto para ser liberado para as fabricantes de computadores instalarem em seus novos produtos.

Para referência, atualmente quem está testando o Windows 10 Insider Preview conhece apenas até build 10166, lançada na semana passada.

A informação ainda não é oficial, mas vem de fontes ligadas à Microsoft em contato com o jornalista Tom Warren, do site The Verge, um dos maiores conhecedores dos meandros da empresa. A decisão pode ser anunciada ainda nesta semana, ou pode ser publicamente ignorada, já que, diferente das edições anteriores do sistema, o marco do RTM já não significa muita coisa.

Isso acontece porque, segundo a própria Microsoft, o Windows 10 será “a última versão do Windows”, que será atualizada com frequência e por um longo tempo, atuando como um serviço, e não como um produto. Assim, não faz muita diferença qual diferença qual build as fabricantes recebem, porque já estão previstas várias atualizações depois dela. Na verdade, a ideia da companhia é que o Windows 10 não fique “pronto” nunca e sempre melhore.

A build final será distribuída inicialmente para quem está testando o Windows 10 na versão Insider Preview. Depois do dia 29 de julho, a Microsoft começará a distribuir a atualização para quem fez a reserva do sistema em seus computadores. Novos computadores com o sistema só devem ser disponibilizados algumas semanas depois do lançamento.

Vazam imagens da embalagem do Windows 10, apontada como a última da Microsoft

c226a-windows-10-logo

A duas semanas do lançamento da versão final do Windows 10, o site alemão WinFuture divulgou a imagem do que podem ser as últimas artes de embalagens físicas de um novo sistema operacional da Microsoft.

Reprodução

A embalagem é simples e traz uma captura de tela do sistema operacional em um fundo branco. A companhia também está produzindo cópias do Windows 10 em dispositivos USB. Neles, a arte será ainda mais simples, apresentando somente o logotipo do sistema nas cores roxa e azul.

Reprodução

De acordo com informações do The Verge, a Microsoft espera que no futuro as pessoas recebam as atualizações pela internet, eliminando custos de produção e transporte das embalagens. Por este motivo, o lançamento está sendo tratado como “o último que terá versões físicas”.